Primeira Charrete da Unifacear

 em UNIFACEAR

A Primeira “Charrete” de Arquitetura e Urbanismo da Unifacear Campus Araucária foi realizada nos dias 04 e 05 de outubro, integrando a Semana Acadêmica.

A Charrete, é uma espécie de maratona em que os participantes devem produzir projetos em 24 horas, muito tradicional nos cursos de arquitetura e urbanismo. O nome Charrete é uma alusão ao veículo que buscava os projetos produzidos numa competição de 24 horas por alunos da Faculdade de Belas Artes da França, no século XIX. 

Na competição atual, o principal objetivo é integrar alunos de diferentes períodos do curso e inseri-los na missão da Unifacear de desenvolvimento intelectual a partir da formação do homem e de sua cidadania. A ação decorre, também, de uma preocupação do corpo docente da Unifacear em sempre proporcionar atividades diferenciadas daquelas vivenciadas diariamente em sala de aula. Essa iniciativa considera a prática pedagógica de metodologias ativas, cada vez mais buscada e difundida pela universidade. Além disso, é uma atividade fundamentada no princípio da cooperação, algo que é de suma importância para todos os profissionais, e uma característica cada vez mais valorizada no mercado de trabalho.

Dessa maneira, o projeto visa o aprendizado ativo do estudante de arquitetura, por meio da elaboração de estratégias, da resolução de situações-problema e da construção de conhecimento de modo compartilhado entre diferentes períodos do curso.

A proposta metodológica baseia-se, portanto, em uma integração: Vertical – entre estudantes de todos os períodos; e Horizontal – considerando a interdisciplinaridade entre múltiplos conteúdos que compõem a carga de conhecimento teórico e prático do arquiteto.

Essa proposta teve como tema a estruturação de um projeto de requalificação para o Terminal de ônibus de Araucária – PR, em considerando às condicionantes geográficas, físico-morfológicas, humanas e técnicas pertinentes à temática. A atividade incluiu um edital com parâmetros que levassem os alunos a aplicação dos valores institucionais de desenvolvimento intelectual e de construção da consciência cidadã. A Proposta dessa intervenção local destaca o papel social do arquiteto, em consideração às múltiplas capacidades e disciplinas que compõem o escopo de atuação desse profissional. Para o desenvolvimento do trabalhos os alunos contaram com maquetaria e materiais de maquete, plotadora, ateliês de projeto e laboratório de informática. Os professores do curso acompanharam a jornada assessorando os alunos.

O resultado foi surpreendente, visto a dificuldade de estar 24 horas ininterrupta projetando e do tema de projeto. Tivemos como convidada para o júri que escolheu o projeto vencedor a Superintendente da Secretaria de Urbanismo da Prefeitura de Araucária, a Arquiteta e Urbanista Naomi Endo Moreira Paes, que reconheceu a qualidade dos trabalhos e da formação que tem sido dada aos alunos.

A atividade foi um sucesso e os alunos já estão ansiosos pela próxima edição.

Postagens Recentes

Deixe um Comentário