Alunos da UNIFACEAR participam do 60º Congresso Brasileiro do Concreto – IBRACON

 Em UNIFACEAR

Sob a orientação do professor Sandro Mendes, os estudantes de Engenharia Civil Claiton Cremonez e Evandro de Mesquita (campus Araucária) e Douglas de Conto (campus Bacacheri), representaram a UNIFACEAR nos Concursos Estudantis do 60º Congresso Brasileiro do Concreto – IBRACON, realizado em Foz do Iguaçu-PR, no período de 17 a 21 de Setembro de 2018:

  • COCAR – Cilindro de Concreto Colorido de Alta Resistência.
  • CONCREBOL – Bola de Concreto Leve e de Alta Resistência.
  • QUEM SABE FAZ AO VIVO – Produção de Concreto Auto Adensável com Pigmento Preto.

Nestes concursos competiram 36 instituições de ensino superior de diversos estados do Brasil. Entre elas: 7 paulistas, 5 mineiras, 4 gaúchas e 3 paranaenses (UNIFACEAR, UTFPR e Positivo). A classificação final é apresentada na tabela a seguir.

A UNIFACEAR, mesmo estreando nos concursos do IBRACON, conseguiu posicionar-se na zona intermediária de classificação nas três competições, à frente de outras equipes tradicionais e conquistando com isso o melhor desempenho entre as universidades paranaenses (um 10º, um 18º e um 20º lugar).

A preparação da equipe UNIFACEAR, que contou ainda com os estudantes Douglas Regatiere e Rafaela Kauane (campus Sítio Cercado), passou por diversas etapas, sob supervisão do professor orientador: conhecimento do regulamento, seleção e caracterização dos materiais constituintes, estudos de dosagem para concretos especiais, ensaios de laboratório e definição dos traços finais dos concretos para cada competição.

Para o desenvolvimento dos projetos contaram com apoio das concreteiras Novamix, Concrebrás, Supermix e dos Institutos Lactec, que contribuíram com materiais e ensaios.

Segundo o professor Sandro Mendes: “Os concursos estudantis promovidos pelo IBRACON despertam o interesse nos estudantes de graduação de todo o país! Suas competições estimulam o trabalho em equipe e desafiam seus conhecimentos sobre a tecnologia do concreto – material de construção mais utilizado no mundo! Superar estes desafios requer dos estudantes colocar em prática toda a teoria, o aprendizado da sala de aula, do laboratório e do dia-a-dia; assimilar novos conceitos e fundamentos; tomar decisões em grupo e apresentar soluções em curto intervalo de tempo… e aprender com os próprios erros e acertos!

Ao final, independente da classificação, todos saem vitoriosos, pois as trocas de experiências enriquecem suas vidas e fortalecem o próprio conhecimento.” 

Posts recentes

Deixe um comentário