Abmes: 69% dos estudantes formados há um ano estão empregados

 em BLOG UNIFACEAR

Segundo estudo recente da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (Abmes), 69% dos estudantes formados há um ano estão empregados. A pesquisa, que ouviu quase duas mil pessoas, registrou que 48,82% delas estavam em ocupações formais, 10,86% trabalhavam como autônomas ou profissionais liberais, 2,77% como empresárias e 2,82% estavam na informalidade.

No blog de hoje, vamos dissecar melhor a respeito desses resultados e sobre o atual cenário da educação em nosso país. 

abmes

Ensino superior continua sendo a melhor opção

O ensino superior pode parecer um tanto desvalorizado por conta do alto número de possibilidades e oportunidades em outros segmentos da educação, com cursos de curta duração e até mesmo educação gratuita em canais e redes sociais. Mas não é bem assim. No sentido de oportunidades, a modalidade ainda é inigualável, qualificando para vagas específicas e possibilitando concursos exclusivos para formados, por exemplo. 

Abmes divulga carreiras mais buscadas no 1º semestre

A pesquisa da Abmes que aponta para a alta taxa de sucesso para recém formados no mercado também mostrou que a empregabilidade entre alunos de cursos remotos foi a mesma em comparação com estudantes de cursos presenciais. A facilidade de adaptação aumentou no período pandêmico e, hoje, as modalidades presenciais/híbridas/semipresenciais/ead entram em uma discussão parecida. 

“Os resultados da primeira iniciativa do Índice mostram que a educação superior ainda é ótimo investimento para garantir a empregabilidade dos egressos, com ou sem pandemia”, destacou o diretor presidente da Abmes, Celso Niskier. “Essa pesquisa não mediu qualidade e sim o impacto do ensino superior. Ela mostrou que o mercado de trabalho não diferencia mais a origem do diploma. A gente sabe que o ensino a distância (EAD) cresceu muito antes da pandemia e, antes da pandemia, temos pesquisas que mostram que 20% das pessoas tinham interesse nas aulas online. Agora, esse número aumentou para 80%”, disse.

Média salarial

O trabalho da Abmes também levou em conta a remuneração dos recém-formados. A média salarial geral foi de R$ 3,799,29, sendo quase R$ 3,9 mil para bacharelado, R$ 3,7 mil para os formados em tecnólogos e aproximadamente R$ 2,4 mil para os licenciados.

O estudo mostrou que o aproveitamento foi mais expressivo para os bacharéis, com 70%, e tecnólogos, com 69%. Os profissionais que realizaram licenciatura alcançaram 61%.

Profissões ‘tendência’

O levantamento da Abmes também indicou quais são as áreas com mais oportunidades no Brasil atualmente. Os profissionais de TI lideram, com 82% tendo relevado conseguir emprego pouco tempo após a formatura. 

Em segundo lugar aparecem os cursos de engenharia, nos quais 77% dos profissionais estão empregados. Entre os profissionais da área de saúde, 72% foram empregados.

Unifacear

A Unifacear já formou mais de 9 mil alunos que ficaram satisfeitos com a estrutura e o ensino ofertados pela instituição. Além disso, em recente pesquisa realizada com nossos ex-alunos, 92% informaram que estão trabalhando atualmente. Acima da média registrada pela Abmes!

Simone Henn, formada pela Unifacear, reconhece tudo o que conquistou por conta de seu empenho e dedicação dentro da faculdade: “Fiz muitos contatos com professores e outros profissionais. São momentos fantásticos que trago na memória. Retornei para minha segunda graduação por reconhecer e considerar tudo o que a Unifacear oferece”, comentou Simone. 

Venha conhecer nossa estrutura e nossos cursos!

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

Comandosaplicativos